255147828439789

última hora

Câmara homenageia cidadãos e projeto que fortalecem as áreas da Educação, Cultura e do Desenvolvimento Social

1 de novembro de 2018 - 09:40 | por Redação
Câmara homenageia cidadãos e projeto que fortalecem as áreas da Educação, Cultura e do Desenvolvimento Social
Mariana
0

No mês em que se enaltece a valiosa função dos professores na formação da sociedade, a Câmara de Mariana reconheceu profissionais de destaque que fortalecem a área da Educação, difundem o conhecimento e permitem que mais cidadãos possam trilhar caminhos que levem a um futuro promissor.

Na noite do dia 26 de outubro, o Legislativo Marianense entregou o diploma de Mérito Educacional Professora Naná Moysés a 15 professores que, com a vocação para o magistério, contribuem para o desenvolvimento do Município e do Estado.

A honraria foi instituída pela Câmara em 2009, pela Lei nº 2.301, e se consolidou como uma das mais expressivas comendas conferidas pelos representantes da população marianense. Neste ano, foram agraciados com o diploma de Mérito Educacional os professores:Aline Aparecida Silva Oliveira, Antônio Carlos Guimarães, Cleidiane das Graças Bento, Deni Aparecida Santana Santos, Eleonardo Lucas Pereira, Fernando César da Silva Ramos,  Luciana Novais Silva, Maria Aparecida de Oliveira, Maria Efigênia Silvestre, Marisa Milagres Miranda da Costa Santos, Nilce Mesquita Rêgo Silva, Rhelman Rossano Urzêdo Queiroz, Sebastião Gilmar da Solva, Simone do Carmo Rodrigues Maria e Wemerson Vieira Borges.

Em seu pronunciamento representando os homenageados, o vice-diretor na Unidade II da Escola Estadual Dom Benevides (em Santa Rita Durão), Sebastião Solva, destacou que “não existe nada tão solidário e humano que uma sociedade que agracia pela diversidade e reconhece no outro o potencial do seu crescimento e expansão”. O professor Sebastião declarou que “ensinar é mais que transmitir conhecimento, é inspirar mudanças”.

Durante a solenidade, a Câmara outorgou também os diplomas dos Méritos Social e Cultural. A Comenda de Mérito Social Monsenhor Vicente Diláscio foi criada pela Lei n° 1980 de 2006 e nesta edição de 2018 reconheceu as atividades desenvolvidas pela assistente social Sonia Regina Bandeira dos Passos, que há 21 anos dedica sua força de trabalho à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE Mariana. “Soninha da “APAE”, como é carinhosamente conhecida, além de ser uma das molas propulsoras da associação, é também membro dos conselhos municipais de Assistência e de Saúde.

Criada pela Lei n° 1.351, em 1998, a Comenda de Mérito Cultural Padre José Dias Avelar, homenageia aqueles que inspiram e valorizam a cultura marianense. Na edição deste ano, a Câmara reconheceu a contribuição da Revista Mariana Histórica e Cultural, que há dois anos trabalha na preservação da memória e da identidade de Mariana. A revista eletrônica está em sua 20ª edição e revela-se como um instrumento importante de divulgação e pesquisa histórica. O periódico foi representado na cerimônia pelo seu idealizador, Cristiano Casimiro, que destacou o grande alcance que a versão impressa do veículo atingiu. “Chegamos fisicamente a 18 países e em todos os estados da Federação. Gente de todo o mundo está lendo Mariana”, declarou Cristiano sobre a versão do mês de julho.

Cristiano Casimiro foi o orador da cerimônia em nome dos Méritos Cultural e Social. Em seu discurso, resgatou a história de Padre Avelar e Monsenhor Vicente Diláscio e apontou o nome de muitas pessoas que deixaram seus legados e potencializaram a história do município. Parafraseando o escritor Ítalo Calvino, autor do livro Cidades Invisíveis, ele destacou o fato de uma cidade não ser feita apenas de espaços físicos e que o capital humano faz a diferença. “O espaço físico de Mariana atrai gente, mas a capacidade do seu povo é muito maior”, pontuou.

O vereador Tenente Freitas (PHS) discursou em nome da Câmara Municipal. “Que bom que este Legislativo, primeira Câmara do Estado, sabe, como poucas outras Casas, reconhecer aqueles que fazem a nossa cidade cada vez mais fortalecida com os valores que aqui surgem”, declarou o parlamentar. Tenente Freitas recordou seu 1º ano escolar, quando foi aluno de uma das professoras homenageadas, Nilce Silva. “Disciplinadora, ela me fez entender, desde cedo, a importância da Educação nas nossas vidas. Hoje, como Guarda Municipal que sou, fico triste quando temos que ir a uma escola devido à violência cada vez mais constante no ambiente escolar”, retrata Freitas destacando que a violência no ambiente acadêmico, principalmente o desrespeito aos mestres, eram fatos inadmissíveis na época em que cursou o ensino primário. O representante do Legislativo concluiu sua fala de agradecimento aos homenageados destacando a que ao educar, prevenimos a violência, as doenças e crescemos no amor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *