última hora

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana se despede com promessa de evento ainda melhor em 2019

25 de julho de 2018 - 18:15 | por Redação
Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana se despede com promessa de evento ainda melhor em 2019
Arte
0

Debates, seminários, oficinas e workshops dividiram espaço com apresentações musicais, peças teatrais, espetáculos de dança e atividades infantis durante os 17 dias do evento

Foram dias de muitas atividades artísticas e culturais em Ouro Preto, Mariana e João Monlevade. Ao todo, 404 ações movimentaram as três cidades, proporcionando toda a efervescência cultural que só um Festival de Inverno é capaz de gerar. O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018, em sua 51ª edição, manteve a tradição e trouxe moradores das três cidades e turistas para experimentar shows, espetáculos teatrais, de dança e circenses, 60 oficinas de diversas curadorias, passeios e trilhas na natureza, circuito gastronômico, corredores culturais (com ruas fechadas para o trânsito de veículos e muita arte e artesanato tomando conta das calçadas), exposições artísticas, debates, mostras de cinema, seminários e workshops. Cerca de 70 mil pessoas participaram das atividades, somente em Ouro Preto. A ocupação média dos hotéis e pousadas da cidade foi de 80% no período do Festival, de 6 a 22 de julho.

Em 2018, Ouro Preto comemora o Ano do Patrimônio Cultural, e muito foi debatido sobre a preservação da cidade, com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) comandando a discussão. O Fórum das Artes contou com lançamento de livros infantis, debates sobre arte-educação, mostras e muita troca de experiências entre profissionais. A Fundação de Arte de Ouro Preto (Faop), que comemora 50 anos, foi responsável pela curadoria de Artes Visuais, trazendo exposições com variados artistas, técnicas e suportes. O Sesc em Minas, outro parceiro do Festival, trouxe uma roda de conversa e o espetáculo de dança “Outro em Si – Permanência”. A Orquestra Ouro Preto apresentou um de seus principais trabalhos, o concerto “The Beatles”

Para Flaviano Souza, produtor executivo desta edição do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, o evento superou as expectativas: “Chegamos ao final do nosso Festival com um balanço positivo. Mais público nos eventos em espaços fechados e abertos, turistas e moradores. Mais participação da comunidade artística da cidade, do ponto de vista quantitativo e também da diversidade que aqui temos. Inclusão das comunidades dos distritos e de bairros periféricos em nossa programação, com a retomada e ampliação da nossa Caravana Festival e com a novidade Potência da Periferia”. As duas frentes de atuação levaram atividades de qualidade para os bairros de Ouro Preto, saindo do Centro Histórico, e para os distritos de Ouro Preto e Mariana.

As atividades em João Monlevade também são motivo de comemoração. A cada ano, a organização do Festival leva mais atividades para a cidade, que tem um campus da Universidade Federal de Ouro Preto. A expectativa é de que, em 2019, João Monlevade receba o Festival de Inverno pelo mesmo período que Ouro Preto e Mariana. Em 2018, foram seis dias de eventos.

Além da descentralização das ações do Festival, Flaviano Souza chama a atenção para a qualidade das atividades. “Tivemos um salto qualitativo em nossa programação artística, com a participação de grupos artísticos com representatividade no cenário nacional. Houve ampliação de nossa oferta de ações, com a retomada e ampliação dos nossos circuitos, Gastronômico e Natureza, além da manutenção do Circuito Expositivo”, completa.

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018 é uma realização da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em parceria com a Fundação Educativa Ouro Preto (Feop) e as Prefeituras de Ouro Preto e João Monlevade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *