255147828439789

última hora

Instalação no Cemitério do Carmo em Ouro Preto na programação do III Entecor

29 de abril de 2019 - 14:55 | por Redação
Instalação no Cemitério do Carmo em Ouro Preto na programação do III Entecor
Ouro Preto
0

Nesta terça-feira (30)  inicia-se as oficinas e palestras do III Encontro Nacional de Tecnologia em Conservação e Restauro. O ia – Instituto de Arte de Ouro Preto é um dos apoiadores do III ENTECOR que ocorrerá até  04 de Maio de 2019. Ele é promovido pelo IFMG Ouro Preto tendo como tema central a conservação preventiva de edificações históricas e seus acervos.

Como parceiro internacional, a Red Ibero-americana PROTERRA estará representada por nove membros de diferentes nacionalidades (Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Equador e Uruguai).

Na quinta feira, dia 02 de maio, às 20:30h, o arquiteto-restaurador e fotógrafo mineiro Alexandre Mascarenhas que coordena o III Encontro Nacional de Tecnologia em Conservação e Restauro, apresenta instalação artística noturna no Cemitério do Carmo, em Ouro Preto.

Pela primeira vez, um espaço cemiterial histórico do período colonial mineiro abre suas portas, ou melhor, suas grades, para receber uma intervenção cultural. Um ato moderno em busca da revalorização destes espaços como lugar de arte e cultura.

A série IN MEMORIAM compõe-se de um conjunto de objetos luminosos que convida o espectador a olhar para dentro da memória do artista estabelecendo um diálogo também com a vida de outras pessoas enquanto fragmentos de sua memória.

As imagens permanecem ali, congeladas em vidro – negativos de vidro – criando um universo que quer ser eterno, que atua sobre a perenidade de cada imagem, abstraindo-se do instante real e passageiro do ato da fotografia.

Por isto, o cemitério como local desta intervenção. Não um cemitério qualquer, mas o Cemitério do Carmo de Ouro Preto, que abriga memórias imateriais e materiais: anjos e imagens esculpidas em mármore, cruzes e flores adornam túmulos de entes queridos muitas vezes esquecidos. Espera-se que o visitante, ao adentrar este “mundo dos mortos” perceba e valorize o cemitério como espaço de cultura, de arte, da vida passada e da vida futura. 

As caixas de memória guardam, assim, lembranças de um passado e, ao mesmo tempo, criam um futuro que se forma a cada instante e ali mesmo se eterniza, afirmam promotores do evento.

Saiba mais:

III ENTECOR – Encontro Nacional de Tecnologia em Conservação e Restauro, que ocorrerá entre os dias 29 de Abril a 04 de Maio de 2019, promovido pelo IFMG Ouro Preto, tem como tema central a conservação preventiva de edificações históricas e seus acervos Com atividades práticas, palestras e mesas redondas a serem realizadas no campus do Instituto Federal Minas Gerais, no anexo do Museu da Inconfidência, na Fundação de Arte de Ouro Preto entre outros espaços institucionais, religiosos e museológicos situados no centro histórico de Ouro Preto, buscando a interdisciplinaridade e a integração entre os participantes e a comunidade local. Este evento foi criado com a perspectiva de contribuir para a difusão das técnicas tradicionais utilizadas em Ouro Preto, considerado o maior conjunto barroco do mundo, bem como ser um centro de disseminação de conhecimento técnico e tecnológico de conservação e restauro de bens imóveis. Apresenta como objetivos principais: discutir novas tecnologias voltadas para a conservação e restauro; ser espaço de divulgação da produção científica nacional e internacional; qualificar e contribuir para a formação do estudante e do profissional, além de promover o curso, único no Brasil em formação superior direcionado à área de tecnologia em conservação e restauro do patrimônio histórico e artístico edificado. O evento será realizado pelo Curso Superior de Tecnologia em Conservação e Restauro com apoio das Diretorias de Graduação e Pós Graduação e de Inovação, Pesquisa e Extensão | DIPPE do Instituto Federal Minas Gerais – IFMG campus Ouro Preto. A Fundação FADEMA participa com recursos próprios provenientes de projeto aprovado via edital federal interno do IFMG. Entre as instituições e organizações que apoiam este evento, estão o Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico – IPHAN, Prefeitura Municipal de Ouro Preto, Fundação de Arte de Ouro Preto – FAOP, Museu da Inconfidência, Escola de Minas – UFOP, Paróquia de Nossa Senhora do Pilar, a Rede TerraBrasil, Editora Legraphar e IA – Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto. Como parceiro internacional, a Red Ibero-americana PROTERRA estará representada nove membros de diferentes nacionalidades (Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Equador e Uruguai). Será realizada pelos membros da Red PROTERRA a exposição fotográfica sobre “Arquitetura de terra na América Latina: as técnicas mistas”, a qual contará em sua abertura com um “conversatório” sobre a arquitetura e construção com terra na América Latina, com enfoque nas técnicas mistas. Além disso, será realizada a mesa redonda “Técnicas de conservação de estruturas e arquiteturas de terra”, com a apresentação das experiências dos representantes da Red PROTERRA neste âmbito. O professor Dr. Fausto Cardoso Martinez (Universidade de Cuenca – Equador) vai proferir a palestra de abertura sobre o projeto “Ciudad Patrimonio Mundial”. Uma das mesas redondas terá como tema o“Gerenciamento de Risco de edificações históricas” tendo como profissionais debatedores: Jorge Tinoco (CECI), Antônio Claret (Ufop) e três especialistas do assunto, representantes da Escola de Belas Artes da UFMG – CECOR: Willi de Barros Gonçalves, YacyAra Froner e Luis Antônio Cruz Souza. E a palestra “Igreja de Nossa Senhora do Carmo: iconografia, decoro e patrimônio” será proferida no interior da Igreja Nossa Senhora do Carmo pelo Dr. Rodrigo Almeida Bastos. Como atividades práticas, serão realizadas as oficinas de Ladrilho hidráulico, de Conservação de azulejos, Tsuchikabe (taipa japonesa) e Processos e métodos de levantamento de diagnóstico. Edificações históricas de caráter privado e residencial receberão intervenções de conservação em sua estrutura de madeira e terra – pau a pique – com orientação e coordenação dos membros da Red Ibero-americana PROTERRA e professores do Curso de Conservação e Restauro IFMG junto aos alunos do curso e a comunidade. No último dia do evento, sábado, o Diretor do escritório do IPHAN em Ouro Preto, André Henrique Macieira de Souza e Débora Queiroz, coordenadora do PAC Cidades Histórias pela Prefeitura de Ouro Preto, vão conduzir a visita técnica às obras de restauro da Igreja Matriz de Glaura, distrito de Ouro Preto. Desta forma, pretende-se, por meio das ações aqui propostas, ampliar o campo de visão e atuação dos profissionais, destacando-se a integração e multidisciplinariedade de recursos humanos e de tecnologia no campo da conservação e restauro do patrimônio integrado e edificado. Sobre o IFMG O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *