255147828439789

última hora

Radiografia digital é avanço inédito na história da saúde de Itabirito

22 de maio de 2019 - 10:52 | por Redação
Radiografia digital é avanço inédito na história da saúde de Itabirito
Saúde
0

Protocolos médicos com mais qualidade e eficiência foram alcançados em Itabirito graças à instalação de digitalizadores de raios X. Em funcionamento desde abril na UPA – Unidade de Pronto Atendimento e no CEM – Centro de Especialidades Médicas, os equipamentos adquiridos pela Prefeitura garantiram elogios da população e da equipe das unidades de saúde.

“Essa era uma demanda antiga dos profissionais daqui da UPA. A radiografia digital tem melhor qualidade na visualização das imagens. Hoje, o paciente faz a radiografia e, automaticamente, ela vem para o sistema, por meio do qual eu consigo ampliá-la, escurecê-la, clareá-la. Isso é primordial para o médico analisar o exame, ver fraturas pequenas com zoom”, exalta o médico Wellington Moreira.

Nova realidade que também beneficiou o trabalho da técnica em radiologia Fabiana Werneck. “Facilitou em tudo. Primeiro, o ganho na qualidade da imagem. Você tem mais detalhes, tem recursos no programa. É muito melhor. É prazeroso trabalhar quando você vê um trabalho de qualidade”, completou a profissional, que integra a equipe da Unidade de Pronto Atendimento.

Mais eficiência e qualidade no diagnóstico com uso de radiografia digital em Itabirito

Economia e maior durabilidade

Além da análise, os diferenciais do novo sistema contemplam o armazenamento dos resultados. “Outra vantagem, caso o paciente precise dessa imagem, é a gravação em CD, ficando mais fácil para transportar e abrindo em qualquer computador, com maior durabilidade. Hoje, em Itabirito, temos um sistema de qualidade de imagem igual ao da rede privada”, destaca o médico Wellington Moreira.

“Outra grande vantagem foi a economia que conseguimos fazer, pois investíamos em torno de R$ 250 mil ao ano para aquisição de filmes e, com a aquisição desses aparelhos, passaremos a investir aproximadamente R$ 22 mil com a compra de CD para a gravação das imagens, que é a tecnologia utilizada para esses aparelhos”, enfatiza o secretário de Saúde, Wolney de Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *